BOLSONARO CRITICA MEDIDAS PARA ENFRENTAMENTO DO CORONAVÍRUS

Compartilhe suas Notícias Preferidas!
Please follow and like us:

O presidente criticou medidas que estão sendo tomadas por “alguns governadores e alguns prefeitos”

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista coletiva na porta do Palácio da Alvorada nesta quarta-feira (25) e voltou a defender a volta da normalidade da rotina no país. O chefe do Executivo disse que alguns políticos estão tomando medidas além da normalidade. “O que estão fazendo no Brasil, alguns poucos governadores e alguns poucos prefeitos, é um crime. Estão arrebentando com o Brasil, estão destruindo empregos e aqueles caras que falam ‘economia é menos importante que a vida’, cara pálida, não dissocie uma coisa de outra. Sem dinheiro, sem produção, o homem do campo também vai deixar de produzir, vamos viver do quê?”, indagou o presidente.

Bolsonaro fez críticas nominais aos governadores Joao Dória e Wilson Witzel, com quem tinha uma reunião por vídeo logo depois da entrevista coletiva. “Alguns poucos governadores, não são todos, em especial Rio e São Paulo, estão fazendo uma demagogia barata em cima disso para esconder outros problemas. Se colocam junto à mídia como salvadores da pátria. Como o Messias que vai salvar os seus Estados, e o Brasil no caos. Fazem política o tempo todo. Não é esse o caminho que o Brasil deve seguir”, disparou.

O presidente anunciou também que vai propor ao ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta o isolamento vertical, que é quando apenas o grupo de risco para a Covid-19 fica recluso. O chefe do Executivo voltou a defender o que disse nessa terça-feira (24) em pronunciamento na rede de televisão e pediu a volta da normalidade.