BRASKEN DEVOLVERÁ 2,8 BILHÕES À PETROBRAS E A UNIÃO

Compartilhe suas Notícias Preferidas!

A empresa, após cumprimento do pagamento total, poderá voltar a contratar com o poder público e adquirir empréstimos junto ao governo federal

Fachada da indústria petroquímica Braskem, em Maceió

A Braskem, petroquímica controlada pela Odebrecht, assinou nesta sexta-feira (31) acordo de leniência com a Controladoria-Geral da União (CGU) e Advocacia-Geral da União (AGU), e pagará R$ 2,8 bilhões até janeiro de 2025. A empresa é investigada na Lava Jato. A informação é do “G1”. O valor será destinado à Petrobras e à União.

A empresa, portanto, reconhece danos causadas à administração federal com práticas de corrupção. Assim, com o acordo assinado, compromete-se a reparar o Estado com devolução do dinheiro.

De acordo com o acordo, a empresa, após cumprimento do pagamento total de R$ 2,8 bilhões, poderá voltar a contratar com o poder público e adquirir empréstimos junto ao governo federal.

A reportagem do “G1” diz ainda que R$ 2 bilhões serão repassados à União, enquanto R$ 800 milhões para a Petrobras. Até o momento, a Braskem depositou R$ 1,3 bilhão. O restante será em seis parcelas anuais entre 2020 e 2025.