DEPUTADA ALICE PORTUGAL DO PCdoB, GASTA MAIS DE 24 MIL REAIS COM IMPRESSÃO

Compartilhe suas Notícias Preferidas!

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) gastou R$ 24.250,20 no último mês de agosto apenas com impressão de panfletos e jornais. O valor é maior que a metade do total permitido para cota parlamentar na Bahia, de R$ 39.010,85.

Segundo prestação de contas publicada no site da Câmara dos Deputados, foram destinados R$ 19.250,20 para a DupliFolha Gráfica, em Brasília, em nome de Joselito Gonçalves Silva, onde foram impressos 33.190 informativos, em papel couche 115 gramas 4/4, no tamanho A3.

Já na P&H PRE Impressão, localizada na Cidade Nova, em Salvador, foram destinados os outros R$ 5 mil.Lá, foram impressos para a deputada jornais para divulgação do mandato, em quatro páginas.

Além de impressão de papeis de divulgação, a é permitido que o parlamentar utilize a cota para outros serviços, como passagens aéreas, hospedagem, locomoção, serviços de táxi, etc.

A parlamentar ainda reservou R$ 135,25 para gastos com serviço postal.

Outro lado

Por meio de nota, a deputada ressaltou que “vai continuar usando porque tem sido uma forma eficiente de informar à população sobre assuntos que lhe interessam”. 

Ela afirmou que os bolhetins funcionam como uma “prestação de contas” ao público principal.

Confira abaixo nota na íntegra da deputada Alice Portugal:

A deputada Alice Portugal esclarece que sempre utilizou o recurso legal para impressão de material. E vai continuar usando porque tem sido uma forma eficiente de informar à população sobre assuntos que lhe interessam. O seu público principal consome informação e as ações do mandato seguem como prestação de contas nos boletins e publicações sobre temas de interesse público.
Temas como a reforma da previdência, que retiraram direitos dos brasileiros, estiveram entre as publicações divulgadas.
Prestação de contas sob a forma de publicação não é algo estranho a um mandato parlamentar. 
“Trabalho dentro da regra legal e faço um mandato popular e a serviço dos direitos dos trabalhadores, da educação, das mulheres e pela democracia”, comentou a deputada.

Nota atualizada às 19h22, com a defesa da deputada Alice Portugal

.

Por: Vagner Souza/ Arquivo BNews