DIAS D’ÁVILA: CÂMARA DÁ SINAIS DE DISCUTIR O 13º PARA VEREADORES E PREFEITA

 

Na última Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Dias d’Ávila, do dia 22 de novembro, aconteceu a suspensão da sessão para que os edis debatessem na sala de reunião sobre a pagamento do 13º salário ainda este ano para a classe, bem como para a prefeita e o vice-prefeito. Não foi informado oficialmente a imprensa o que foi decidido – e ao retorno dos trabalhos, o assunto não teve continuação. Fato é que o assunto poderá ser discutido em breve e a classe política consiga o 13º para o ano que vem – já que para este ano de 2017 o orçamento não comporta e já não dá mais tempo para os trâmites normais.

 

O fato é que a discussão já foi eclodida e o assunto deverá em breve ser colocado em votação.

 

Já as três das maiores Câmaras Municipais da Bahia decidiram que não irão pagar 13º salário aos vereadores neste ano. Os presidentes dos legislativos de Feira de Santana, Ilhéus e Juazeiro informaram que não irão pagar o subsidio. A medida das duas primeiras cidades serão implementadas a partir do próximo ano.

O pagamento do 13º para agentes políticos foi autorizado  pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em agosto.

Os vereadores de Vitória da Conquista, Camaçari, Lauro de Freitas, Jequié e Barreiras ainda não se posicionaram. O presidente da Câmara de Conquista, Hermínio Oliveira (PPS), disse que o tema será debatido, mas acha difícil pagar este ano. “É uma questão orçamentária”, alegou.

Já o de Camaçari, Oziel Araújo (PSDB), afirmou que o assunto não está na pauta.